29 novembro 2012

As mil faces do "Amor" .


será que é amor?

Nunca acreditei nessa ladainha de que "o amor tudo suporta". Tão pouco acredito que as pessoas só dão valor quando perdem. Pra mim é tudo bla bla bla, quem dá valor não perde e ponto.
Quem ama não passa dos limites. Erra, porque também é humano, mais não abusa.
O resto é desculpa esfarrapada , é safadeza disfarçada de amor. 
E pra isso eu não tenho tempo, muito menos paciência.
Entendo que, para o mundo é mesmo mais fácil colocar a culpa no “amor” . 
Bem mais fácil do que simplesmente assumir que o ser humano as vezes é burro mesmo. 
Ai eu percebo que nasci no mundo errado, no tempo errado. Ou talvez a errada seja eu. 
Porque meu mundo gira em torno do que é verdadeiro, e eu me recuso a participar de toda essa palhaçada espalhada por ai.
Amor pra mim é respeito mutuo, é responsabilidade, paciência, companheirismo. Quem ama, ama no sol e de baixo de tempestade. Quem ama, ama de segunda a segunda, de janeiro a janeiro.
O resto é conto de fada. É só historia bonita. E eu prefiro me poupar...
Mais claro que foi por amor que ele pegou sua amiga, foi por amor também que ele te trocou por aquela gostosona na semana passada. E evidente que foi pelo mais lindo e puro sentimento que ele voltou agora que levou um pé na bunda da mesma.
Só de pensar que tem gente que se presta mesmo a esses papeis, que tem gente que acredita mesmo em certas coisas, me da preguiça, ou medo, ainda não descobri ao certo.
Mais eu sei que tem gente por ai, que topa a barra que é suportar o peso e a responsabilidade de amar sozinho. Tem gente que acredita mesmo que por amor cafajeste vira anjo.
Há ainda, quem acredite que não foi por safadeza que ele traiu na noite passada. E que com certeza ele mereceu todo seu perdão, porque quem ama perdoa.
Burra, Burra, Burra... Mil vezes idiota. Ta plantando merda, então não me venha querer colher flores. Solidão consentida, amor unilateral é o maximo que você vai absorver das suas crenças e dessa merda que você anda fazendo.
E se você ainda assim preferi continuar nessa, então foda-se. Só não me venha colocar a culpa da sua esquizofrenia no amor. E por favor, sem cara de piedade quando ele te deixar esperando pela milésima vez.
Porque desses tipos de pessoas nem dó eu tenho. Pra mim sofrimento consentido nunca mereceu dó, mereci tapa na cara, isso sim.
Sem mimimi, sem ilusões, sem conto de fada.
Quem quer fica, quem não quer vai embora. Simples assim. (Lorena Aguilar)

A gente se vê por ai.


casal brigado

‎- Aquela bendita frase que sempre mexeu comigo: "A gente se vê por ai" .
A gente ? Quando? Onde? Nunca. Nunca aconteceu. (Lorena Aguilar)

AddThis