23 março 2013

Amor que não se mede.


Sabe, hoje acordei com uma saudade sufocante de você.
Queria pegar o primeiro ônibus, ir ate a porta da tua casa e ficar te gritando que nem uma louca, coisa que você se quer iria estranhar, porque louca eu sempre fui...
Mais eu sabia que isso era irracional de mais, não é assim, só sair de casa pegar um ônibus e acabar de vez com toda essa saudade.
As coisas deviam ser mais fáceis, logo pensei. E por alguns instantes aquela velha frase totalmente clichê tomou conta dos meus pensamentos, "porque pessoas legais moram longe?"
Nunca soube responder, nunca sei de quase nada pra ser bem sincera.
Fato é que, a saudades apertou meu peito de forma que nunca antes havia acontecido, de uma forma estranhamente dolorosa. Acho que chorei umas duas horas sem sequer saber o real motivo.
Quem é que inventou a saudade? Quem foi o merda que não percebeu o mal que isso faz?
Me fala quem foi, que eu vou atrás com 10 ou mais pedras na mão fazer um acerto de contas.
Odeio essa sensação, esse vazio no peito, odeio não poder tirar essa dor de vez daqui de dentro. 
Você faz falta, e pra ser sincera, nunca imaginei que faria tanta.
Quem foi que mandou você ter sonhos tão grandes? Quem falou que você poderia me deixar aqui?
Agora sim eu sorri, sabendo a bobagem que eu acabara de dizer. Você nunca me deixou, assim como eu nunca o fiz. A saudade deixa a gente meio burra mesmo, contestando coisas sem nexo e totalmente incontestáveis  (trate de me perdoar por às vezes pensar esse tipo de coisa.)
Da pra voltar logo e acabar com isso de vez? 
Não, eu sei que não dá, e isso dói, mais ao mesmo tempo alivia um pouco a dor. Eu sei que você ta ai a alguns quilômetros de distancia em busca dos teus sonhos, e eu aqui a exatos mesmos quilômetros torcendo pra que você conquiste todos eles, por acaso já te disse isso? Acho que não. Mais eu queria aproveitar pra dizer então. Eu penso em você todos os dias, quase o tempo todo eu diria. Torço pros dias passarem rápido e você vir me ver depressa.
E juro que nem é pra sair, curtir, beber e se jogar na vida, como uns imediatamente iram supor. É só pra te ter por perto mesmo, te contar todas as merdas que eu tenho feito da vida, te ver acordando com um mau humor daqueles, e cantar qualquer musica do Los Hermanos, que é pra você da um sorriso.
Sinto falta do seu colo, já mencionei isso alguma vez?
Acho que também não. Não sou muito de dizer coisas bonitas para você, porque eu sou grossa de mais pra ficar fazendo declarações de amor, e você sempre soube disso. Mais quer saber, EU TE AMO.
Te amo com todas as forças que eu consegui juntar ao longo da vida, te amo, mesmo sem sequer saber o peso real dessa palavra. Eu sei que é verdadeiro esse sentimento, sei que não são alguns quilômetros que vão acabar com isso, e sei também que se por acaso você resolver se mudar para o Japão, eu vou te amar ainda mais, se eu nunca mais te ver na vida, vou continuar te amando. 
O sentimento não acaba entende ? É pra sempre, mesmo que eu nunca tenha acreditado nessa palavra.
O que é a distancia perto de uma grande amizade? O que são quilômetros perto de um grande sentimento?
Nada, eu acho que é isso afinal. Nada pode ser mais forte do que o TUDO que criamos ao longo dos anos, nada pode ser mais forte do que a cumplicidade, a troca de ofensas, o carinho, a amizade, a parceria, o amor. Nada nesse mundo é capaz de estragar o que nasceu pra ser. E hoje eu tenho convicção, nos nascemos pra ser, ser algo mais, algo maior, algo melhor. E eu penso sempre,que se danem todos os obstáculos, que se dane tudo que nos impede de estarmos juntas sempre. Que se dane todo o resto, e que a gente continue. Que o mundo exploda, mais a gente continue. Consegue entender o peso que você tem na minha vida? (outra coisa que eu nunca disse.)
Eu nem sei se a palavra amiga seria o suficiente pra te descrever, alias, no fundo eu sei que nada é de fato suficiente, poderia ser irmã, companheira, parceira e tantas outras coisas juntas, então prefiro não te descrever que é pra não correr o risco de pecar, esquecer de algo e ficar assim me culpando por não ter dito.
No entanto mesmo sem dizer, mesmo sem nunca ter dito, você sempre soube da sua importância pra mim. Nos momentos de felicidade é pra você que eu corro pra contar tudo nos mínimos detalhes, e nos de tristeza, a nos de tristeza a gente sempre esteve mais unidas que nunca, não é mesmo?
Talvez seja só isso, quer dizer, só isso tudo. União e compreensão.
Se precisar to aqui, a alguns quilômetros de distancia, mais na real, você sabe que meu coração continua mais perto que nunca. Longe dos olhos, perto do coração, não é isso? 
Mais pra mim tem que ser tipo beeeeem pertinho mesmo. 
E deixo um ultimo aviso que é pra você nunca esquecer, a onde quer que você esteja eu estarei sempre com você. (Lorena Aguilar)




2 comentários:

AddThis