25 junho 2013

Sobre se fazer de vitima, e morrer de amor.

Ta legal, mas qual é a graça? Todo mundo com pena de você, coiitadiinha!
Abandonada, com o rabinho entre as pernas... Sozinha.
Só me explica qual é a graça de se fazer de vitima? Qual o sentindo em fazer as pessoas terem dó de você?
Porque você sabe que, no fundo é só isso que elas conseguem sentir, e tola (o) ou retardada (o) continua alimentando isso.
Poxa, você é inteiro, todo mundo é. Nunca conheci ninguém feito de vidro, ou pessoa tão frágil assim.
Porque insiste tanto nisso? Não sei se te avisaram, mais é um teatro horrível. E a bilheteria anda cada dia mais vazia.
A verdade é que nenhum ser nesse mundo vai morrer se ouvir um “eu não quero mais”.
Deu pra mim, simples. Foi bom, mas acabou. Ninguém vai morrer de amor !
A outra verdade no entanto, é que muitas pessoas vivem usando isso como escudo, contra fins inesperados e indesejados.
Estamos cansados de saber, que do mesmo jeito que as coisas têm um começo, elas têm a tendência de ter um fim, e se você não consegue lidar com isso, nunca comece coisa alguma.
drama
Já tive inúmeras oportunidades de ter pessoas em minha vida por pena.
Fazer cena, chorar um pouco, simples. Sempre funciona e por vezes parece a saída mais fácil.
Mais e ai? O que é mesmo que a gente ganha com isso?
A resposta é obvia: Mais dó e menos amor.
No fundo a gente sabe que, se você chorar, fizer um drama digno de novela mexicana, e a pessoa acabar por ficar, ela não está te dando nenhuma espécie de prova de amor, pelo contrario,ela só esta se mostrando mais covarde que você.
Ninguém deseja pena ou dó de outro alguém, a gente vive em busca de um amor. E por vezes queremos adquiri-lo a qualquer custo. Assim mesmo, como uma mercadoria da feirinha, que você barganha ate conseguir um desconto razoável. Você faz uma adaptação pra sua vida, e chora durante uma hora pra ver se consegue mais um ou dois meses de “amor”.
drama
É obvio que todos nós desejamos reciprocidade do sentimento.
Mas, a partir do momento que você entra num relacionamento, isso foge totalmente do seu controle.
Não existe fórmula mágica pra fazer alguém ficar e te amar ate que a morte os separe, não inventaram nenhum pózinho mágico para fazer as pessoas morrerem de amor umas pelas outras.

Já presenciei muitos relacionamentos se arrastando por anos, pelo simples fato de que, quando o cara ou a menina resolvia por o ponto final, o outro dramatizava, jurava por Deus que não ia conseguir viver sem, ou que iria pular de qualquer prédio ou ponte por ai. Já vi gente ameaçando ingerir mil remédios e até veneno.
E isso sempre me doeu, porque tenho essa mania meio boba de me colocar no lugar dos outros. E por ai eu vi que ter alguém ao lado por dó, tem um gosto muito amargo e esta muito longe de ser satisfatório.

Muito mais inaceitável do que quem se faz de vitima, é quem se cala, quem acolhe toda essa cena, e fica.
Não fique. Se quiser ir embora, que vá.

Ninguém morre de amor, e provavelmente a mesma pessoa que esta jurando isso pra você agora, amanha vai estar por ai sendo muito feliz, e lógico jurando morrer de amor, só que dessa vez, por outro.
Se liberte, e liberte também esse outro ser totalmente desorientado ao teu lado.
Com o tempo, todo mundo aprende, ser dois por dó é como ser menos um.
Vira equação negativa, não soma em nada e vive subtraindo tudo de bom que ainda existia.
Ficar, por ficar, deixa de ser adição, vira divisão de dor, de raiva e desassossego.
Ficar por dó, não é ficar. É estar, estar e só. (Lorena Aguilar)

4 comentários:

AddThis