03 agosto 2013

Loly responde: Perdoar ou não?

Gente, vocês se lembram do “Loly responde”?
Pois é, estive ausente por um bom tempo e tenho alguns e-mails acumulados.
Primeiro queria me desculpar por isso, sei como é chato firmar um compromisso e depois ficar adiando-o. Mas na medida do possível vamos continuar com o projeto, ok?

Pois bem. O e-mail de hoje é da Mariana Ferreira, 18 anos.
Como o e-mail foi bem grandinho, vou dar uma resumida aqui para que vocês possam entender do que se trata sem o post ficar longo de mais.

“Tenho um namoro de três anos e descobri recentemente que meu namorado me traiu, no começo ele negou, mas quando viu que eu realmente sabia se abriu comigo e contou a verdade. Eu gosto muito dele, a gente sempre se deu super bem e eu nunca imaginaria que ele fosse capaz de me trair.
A questão é que eu não sei se perdoo ou não, por isso estou mandando esse e-mail.
“Gostaria de uma opinião, pois estou meio confusa a respeito.”

Resumi bastante o e-mail, mas deixei o essencial para que vocês pudessem entender a situação da leitora.

lorena aguilar


Bom, traição é sempre um assunto complicado e polemico. Mas pelo que eu percebi você ainda gosta dele e se trata de um relacionamento duradouro.
Baseado nisso, acho que você deveria estar pensando com calma sobre a situação e colocar as coisas na balança.
Continuar num relacionamento onde a insegura e desconfiança é fria, nunca da certo. Mas se você acha que consegui lidar com tal situação, que perdoe então. Lembrando que nesses casos perdoar é equivalente a esquecer. Nada de ficar jogando isso na cara dele toda vez que estiver irritada ou pintar uma briga. (Lorena Aguilar)

(Obs: a participação de outras pessoas não estavam no plano para essa categoria, mas resolvi convidar algumas amigas para estarem dando suas opiniões a respeito do assunto.)

Eu não perdoaria pelo simples fato, que pra mim, quem faz isso uma vez, faz duas, ainda mais "sabendo" que a pessoa perdoaria. Então ela não ligaria mesmo de fazer isso mais de uma vez e também pelo fato de que em qualquer briguinha essa traição voltaria a tona por mais que o perdão fosse dado. (Jéssica Gonçalves)

Algumas vezes as pessoas vivem certos conflitos, de vários aspectos, por exemplo: de caráter, personalidade, e na verdade estão apenas se descobrindo, se conhecendo, por isso colocar na balança muitas vezes é conflitante. Mas como todos os seres humanos correm o risco ao erro, é complicado julgar ou analisar em definitivo alguém, ou uma atitude, talvez esse erro e o medo da perda (apos esse ato) tenha o levado a uma certeza, de que ele realmente sabe o que sente agora por ela.
E todas as pessoas merecem uma segunda chance.
Uma segunda, porque errar é humano, mas persistir no erro e burrice. (Flaviana Ferreira)

Então é isso pessoal. Quem quiser participar é só mandar suas perguntas pro novo e-mail do blog "lorenaaguilaar@gmail.com", que teremos o maior prazer em respondê-los. 
(Vale lembrar que, a identificação que vai ao ar é opcional, respeitando o direito dos leitores caso não queiram ser identificados.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AddThis